sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Mesada para o filho - quanto?

Off Topic

Como Calcular a mesada para o filho?

Precisava resolver um problema, e, queria recompensar o filho pelos resultados alcançados, resolvi bolar uma tabela ...
O único dever da criança é o de estudar, então, por que não recompensar baseado em notas?
Procurei saber um pouco sobre este método, encontrei um estudo na Espanha, e resolvi adaptar.

Você pode personalizar, alterando a idade, a série, e dependendo da renda familiar, aplicar um fator de bonificação.

MESADA BASEADA NA NOTA MÉDIA DA ESCOLA
Idade:11Valor Base a receberR$ 79,20Acima de 9 cada décimo + 2,5% R$ 1,98
Serie6(idade x série x bônus)Abaixo de 9 cada décimo - 5%R$ 3,96
Bônus1,2
MediaValorMediaValorMediaValorMediaValor
10R$ 99,009R$ 79,208R$ 39,607R$ 0,00
9,9R$ 97,028,9R$ 75,247,9R$ 35,646,9-R$ 3,96
9,8R$ 95,048,8R$ 71,287,8R$ 31,686,8-R$ 7,92
9,7R$ 93,068,7R$ 67,327,7R$ 27,726,7-R$ 11,88
9,6R$ 91,088,6R$ 63,367,6R$ 23,766,6-R$ 15,84
9,5R$ 89,108,5R$ 59,407,5R$ 19,806,5-R$ 19,80
9,4R$ 87,128,4R$ 55,447,4R$ 15,846,4-R$ 23,76
9,3R$ 85,148,3R$ 51,487,3R$ 11,886,3-R$ 27,72
9,2R$ 83,168,2R$ 47,527,2R$ 7,926,2-R$ 31,68
9,1R$ 81,188,1R$ 43,567,1R$ 3,966,1-R$ 35,64

Aqui você baixa a planilha:


Bom proveito, espero ter ajudado.
Eduardo,

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

As comidas mais calóricas


As mais calóricas comidas americanas


Está pensando em viajar para os Estados Unidos? Então, além do inglês, é bom preparar também o estômago! De acordo com o ‘The Center for Science in the Public Interest’ , as comidas americanas concentram os pratos mais insanos do mundo, com a bombástica combinação de gordura saturada, sal e açúcar para ninguém colocar defeito. A organização fez um ranking dos oito pratos mais calóricos a partir dos 200 melhores restaurantes dos EUA. Confira:
08

Na oitava posição da lista, um famoso e típico prato mexicano: um super combo que reúne 1.920 calorias!  Essa combinação do Chevys Fresh Mex tem enchilada de carne bovina e de frango, taco crocante, carne de porco, chilly (pimenta), arroz mexicano, milho doce, feijão frito com bacon e/ou feijão vegetariano!

07

Em sétimo lugar vem a pizza de frango com bacon, do BJ’s, com nada mais nada menos do que 2.160 calorias.

06


Na sexta posição, Farfale (massa) com frango e alho tostado. Parece inofensivo, não? Pois são 2.410 calorias!  Essa delícia calórica é da The Cheesecake Factory’s. Além desses ingredientes, o prato tem também vegetais e creme.
05


Já na quinta colocação do ranking, com numerosas 2.420 calorias, o prato do Maggiano’s Little Italy dispõe de batatas, manteiga de alho, vegetais e dois salames. Tudo isso como acompanhamento de um bife!
04

Em quarto lugar, do Famous Dave’s, com 2.770 calorias, o prato serve uma porção generosa de carne com fritas, muffin de milho e feijão.

03


Na terceira vaga do pódio, o primeiro prato doce do ranking também é do The Cheesecake Factory’s. Um pão torrado, recheado com creme, banhado pelo famoso xarope de maçã, além de manteiga e bacon (!!). Essa porção contém 93 gramas de gordura saturada!
02

Na segunda posição, frutos do mar são as estrelas nesse prato do Joe’s Crab Shack’s. Composto por empanados de cream cheese, camarão com côco, camarão recheado com carne de caranguejo, peixe, fritas e salada de repolho, essa combinação soma 3.280 calorias.

01


E, em primeiríssimo lugar, a maior bomba calórica de todas, batizada (corretamente) de refeição monstro, é do Red Robin Gourmet Burger’s. Esse combo contém: hambúrguer apimentado, fritas e milkshake. São 3.540 calorias e 6.280 miligramas de sódio!

É melhor pensar bem antes de encarar um desses pratos. Seu coração agradece!
Algumas receitas saudáveis: 

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Estudo na USP comprova benefícios do chá verde no controle de peso

O consumo de chá verde proporcionou uma mudança na composição corporal, com diminuição da gordura e consequente perda de peso, e manutenção da massa magra.
A pesquisa, orientada pela professora Jocelem Mastrodi Salgado, do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição (LAN), comparou a taxa metabólica de mulheres com sobrepeso e obesidade grau I, pré e pós consumo de chá verde aliado ou não à prática de exercício físico resistido e avaliou a aceitabilidade da bebida, bem como possíveis reações adversas causadas pelo seu consumo.
Aliado à prática de exercícios físicos como a musculação causou um ganho de massa magra significantemente maior que o proporcionado pelo exercício físico + consumo de placebo e favoreceu uma maior perda de massa gorda, por mobilizar esta como fonte de energia.
O aumento da força muscular observada nos exercícios físicos de resistência foi maior quando o chá verde foi consumido anteriormente à sua prática.
Aliado ao treinamento físico de resistência, o chá verde auxiliou em uma maior perda de gordura e maior ganho de massa magra.
Veja os resultados apontados:
Efeito do consumo de chá verde ou placebo com ou sem a prática de exercício físico resistido sobre a medida da circunferência da cintura em mulheres com Índice de Massa Corporal entre 25 a 35Kg/m2 e faixa etária entre 20 – 40 anos.
O estudo clínico foi realizado por Gabrielle Aparecida Cardoso, aluna de pós-graduação de Ciência e Tecnologia dos Alimentos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ-USP), comprovou que o consumo do chá verde, que possui ação termogênica e aumenta a oxidação de gorduras, é um importante aliado para a perda de peso, comprovando que o estilo de vida saudável continua sendo o principal aliado contra esse mal.
Fonte: http://www.jocelemsalgado.com.br/
O ensaio clínico duplo-cego e controlado por placebo envolveu 40 mulheres com índice de massa corporal entre 25 a 35 kg/m2 e faixa etária entre 20 e 40 anos.
As voluntárias foram divididas em quatro grupos e durante dois meses seguiram o protocolo de pesquisa. As mulheres do grupo 1 e grupo 2 tomaram chá verde solúvel ou placebo, respectivamente, e não realizaram nenhum tipo de atividade física. Já as voluntárias do grupo 3 e grupo 4 tomaram chá verde solúvel ou placebo, respectivamente, combinados com exercícios físicos de resistência. Tanto o chá verde solúvel como o placebo foram consumidos duas vezes ao dia.
Os resultados mostraram que as mulheres do grupo 1 perderam uma quantidade de peso relevante para o período do estudo (5,7 kg em média) com manutenção da massa magra. O grupo 2, que utilizou somente placebo, não perdeu peso, ganhou massa gorda e perdeu massa magra. Já o grupo 3, que consumiu chá verde solúvel associado a exercícios físicos de resistência, teve sua composição corporal modificada apresentando maior perda de gordura, maior ganho de massa muscular, maior aumento da força muscular e redução dos níveis de triglicérides superiores aos apresentados pelo grupo 4.
Além de proporcionar uma mudança na composição corporal, o consumo do chá verde, aliado aos exercícios, auxiliou na utilização da gordura corporal como fonte de energia e no aumento da massa magra. “O aumento da força muscular é maior quando o chá verde é consumido antes da prática dos exercícios propostos”, explica Gabrielle Cardoso.
Segundo a pesquisa, o chá verde é a segunda bebida mais consumida no mundo e contém grande quantidade de compostos que proporcionam uma série de benefícios à saúde. “Além de ser um importante aliado na luta contra a perda de peso, estudos estão mostrando que as substâncias antioxidantes encontradas nessa bebida são capazes de reduzir o risco de doenças cardiovasculares e de alguns tipos de câncer, por exemplo, além de apresentarem um efeito protetor contra a radiação ultravioleta, a principal inimiga do envelhecimento”, complementa doutora Andrea Dario Frias, PhD em nutrição.
A pesquisa ainda reforça que a ingestão do chá verde também suprime a utilização de carboidrato, que gera aumento na quantidade de glicogênio no músculo, auxiliando o aumento da resistência na corrida, e por ter menos lactato, há uma maior disposição física para continuar o exercício físico.

Consulte oos chás disponíveis em nossa loja : 
https://www.goherbalife.com/novoshake

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Por que só abdominal não emagrece ?

Especialistas explicam os índices de gordura corporal e como emagrecer de forma saudável

Publicado em http://zh.clicrbs.com.br/ por Felipe Martini
Por que não emagrecemos só com abdominais? Ricardo Wolffenbüttel/Agencia RBS
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Agencia RBS
Matar-se nos abdominais não vai fazer você ter uma barriga magra e definida. Ao contrário do que muito pensam, o exercício localizado é apenas parte da rotina para diminuir a gordura corporal e tonificar os músculos.

— Para a definição muscular ocorrer de forma eficiente, é importante que o percentual de gordura esteja no patamar próximo do ideal, para atingir esse objetivo é fundamental que o treinamento e a alimentação estejam sendo feitos de forma correta — afirma o professor de educação física Felipe Schröer.
Os níveis de gordura corporal variam de pessoa pra pessoa, mas é aconselhável que para adultos jovens, o homem deva ter em torno de 15% e mulher 19%.
Mas como saber nosso nível de gordura corporal?
— Para mensurar a composição de gordura corporal são utilizado alguns métodos para chegar ao resultado da avaliação física antropométrica. Alguns protocolos são utilizados como por exemplo Pollock e Petroski. Nesses métodos utilizamos medições de perímetros (fita métrica) e dobras cutâneas (adipomêtro) para obter o resultados como percentual de gordura, peso magro e peso gordo. Outro método utilizado é a balança de bioimpedância - conta o professor.
Mas não são apenas os exercícios que podem ajudar no emagrecimento. A alimentação é um dos pilares básicos para a perda de peso.
— A perda de gordura corporal acontece em decorrência de múltiplos fatores. A mudança dos hábitos alimentares associado a prática de exercícios físicos regulares — pontua a nutricionista Renata Breda.

Segundo a profissional, as recomendações atuais são as de que a circunferência abdominal não ultrapasse 102 cm nos homens ou 88 cm nas mulheres. Para obter sucesso na perda de peso, sem perder massa magra é preciso fazer uma reeducação alimentar. Para isso, é preciso:
— Não ficar longos períodos sem comer ao longo do dia, procurar consumir líquidos para manter a hidratação, como água, água saborizadas, sucos naturais. Fazer pequenas refeições a cada três ou quatro horas.
— Atente para as quantidades, principalmente de carboidratos simples (como exemplo, pães, bolos, doces, açúcar simples, entre outros).
— As horas de maior atividade do metabolismo acontecem logo ao acordar e após as refeições, em que o organismo se prepara para digerir e absorver os nutrientes. Já em menor atividade ao final do dia, quando há queda da parte hormonal, sinalizando a hora de repousar. Por isso, evite jantar muito tarde.
— Procurar profissionais capacitados que poderão acompanhar as necessidades individuais e auxiliar o processo de emagrecimento de maneira saudável.

Visite a loja
Suplementos profissionais, Shakes, Vitamínicos e muito mais
https://www.visiteherbalife.com.br/shakeherbalife/pt-BR

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Filhos - 12 dicas para um coracao saudavel

Mães e pais têm dezenas de preocupações de cada dia, que vão desde o desempenho de uma criança na escola para o desenvolvimento emocional e felicidade. Talvez uma das maiores perguntas é: Estou fazendo o suficiente para manter meu coração criança saudável?
* Escrito por Dr. Louis Ignarro, Ph.D., laureado Nobel de medicina e fisiologia, pelos seus estudos dos benefícios do oxido nítrico para o coração. 
A saúde do coração é importante para as crianças
Na base do sucesso e bem-estar do seu filho é um corpo saudável. E um dos focos mais importantes de saúde, especialmente em crianças, é o coração. Aqui estão doze dicas para ajudar seus filhos levar uma vida saudável coração :
º 1 mudar as coisas
As crianças gostam de explorar diferentes ambientes, de modo a ter o seu filho a um parque local ou centro de actividades no interior e deixá-lo jogar. Estar em um novo espaço, diversão estimula a imaginação ea criatividade, dando-lhe a oportunidade de mudar seu corpo e talvez até fazer novos amigos.
º 2 Junte-se
Talvez o maior presente que você pode dar ao seu filho é o seu tempo, energia e atenção.Em vez de vê-los jogar, juntar-se dentro Não só você vai estar incentivando seus filhos a obter e manter-se activo, mas você vai ser a construção de seu relacionamento também.
º 3 espreitadela em alimentos saudáveis
Se você tem um comedor exigente, encontrar maneiras de esgueirar-se alimentos saudáveis ​​como frutas, legumes, grãos integrais e laticínios de baixo teor de gordura em suas refeições e lanches. Top massas de grãos inteiros com molho de tomate carregado com legumes, fazer um delicioso smoothie de todo o fruto, ou derreter um pouco de queijo com pouca gordura sobre legumes variados como um lado com o jantar. Substitua o pão branco com pão integral, manteiga com óleo de coco ou de oliva, e os bolinhos com frutas doces, como manga ou pêra.
º 4 Torná-lo uma competição
A maioria das crianças adoram competir, afinal, não é isso que os jogos de vídeo são baseadas em? Algumas famílias competir fazendo com que cada membro da família usar um pedômetro, e então eles coaduna-se com os seus passos semanais para ver quem “ganhou” essa semana. Você pode até ter prêmios para ganhar, como um almoço especial (saudável) com a mãe ou um passe em lavar os pratos do jantar para uma noite.
º 5 do sono mais
O sono é importante para a memória, a concentração eo bem-estar geral, e também é necessário para manter o coração saudável. Tente manter um horário, mesmo nos finais de semana, para ajudar a incentivar o sono saudável.
Crianças (idade de 1 a 3) deve obter de 12 a 14 horas de sono diárias;
pré-escolares (idades de 3 a 5) devem receber 11 a 13 horas;
crianças em idade escolar (de 5 a 10), deve receber de 10 a 11 horas;
adolescentes (com idades entre 10 a 17) devem chegar 8,5-9,25 horas.
º 6 Suplemento uma dieta saudável
Muitas crianças se beneficiariam de um bom multivitamínico e um suplemento de vitamina D, o seu filho pode ter necessidades nutricionais adicionais que não estão sendo atendidas através de sua dieta. Um prestador de cuidados de saúde deve ser capaz de ajudar a determinar se o seu filho está recebendo todos os nutrientes de que necessita. Se o seu filho não é um suplemento nutricional pode ser uma boa opção para apoiar coração e saúde total.
º 7 Desligue-o
Eu raramente assisto televisão, e há uma razão: Leva-se muito tempo precioso. Cada minuto que seus filhos se sentar em frente à televisão é um momento em que não está sendo fisicamente ativo. Limite o tempo de tela para incentivar seus filhos a entrar em movimento .
º 8 Use a tela sabiamente
Vou alterar o ponto anterior, dizendo que é quase impossível cortar completamente telas.Mas, se você possui um sistema de jogo de vídeo, você pode optar por jogos que incentivam o movimento. Divirta-se como o seu filho dança, esquis, bacias ou joga um outro jogo de vídeo baseado em atividade.
º 9 Caminhada ou pedal
Caminhar ou andar em vez de pegar o carro. Escolha atividades nas proximidades para que você possa comutar a pé, se isso não é uma opção, escolher passeios familiares que envolvem o movimento. Um agradável passeio cinturão verde é gratuito e divertido, se está frio em sua área, agrupar-se e desfrutar de trilhas quase vazias ou percursos pedestres!
º 10 Mantenha-o calmo
Como os adultos, as crianças reagem aos seus ambientes, e como os adultos, as crianças podem ficar estressado. Baixos níveis de estresse são importantes para manter a saúde do coração, por isso certifique-se de que seu filho não está sobrecarregado. Tente não overbook agenda do seu filho, enquanto atividades organizadas são importantes, também é bom para o seu filho a ter o tempo de inatividade. Ler um livro juntos, ir em um passeio, ou jogar fora com o cão da família. Divirta-se, relaxe e deixe os seus filhos façam o mesmo.
º 11 Cozinhe em conjunto
Crianças gostam de ajudar. Envolva o seu filho em cozinhar uma refeição saudável, e explicar o que cada ingrediente é e por que ele está indo para o jantar. Deixe-o ajudar a misturar, medir e preparar uma família saudável refeição-as chances são de que ele vai ser mais propensos a comê-lo.
º 12 Inspire pelo exemplo
Se você sabe ou não, o seu filho está observando cada movimento seu, aprender a interagir com o mundo e desenvolver hábitos que podem se estender por toda a vida.Quando você levar uma vida saudável, você está sutilmente incentivando o seu filho a fazer o mesmo. Como você fazer boas escolhas, discutir por que você está fazendo as decisões que você está fazendo. Eles estão ouvindo, realmente!
***
Uma infância saudável é mais do que apenas comer legumes e correndo por aí fora;, ajudando o seu filho ou filha a desenvolver hábitos saudáveis, você está dando o presente da vitalidade ao longo da vida. Comece incentivando a saúde do coração jovem, trabalhando em estilo de vida saudável escolhas boas-nutrição, atividade física regular, a abundância do sono e baixos níveis de estresse e fazer o mesmo em sua própria vida.Saudável, pais felizes tendem a ter crianças saudáveis, felizes.

louis-Ignarro

Lou Ignarro, Ph.D.

Prêmio Nobel de Medicina *, membro do Conselho Consultivo e Instituto de Nutrição Herbalife

Estados Unidos

Ignarro tem feito contribuições excepcionais para a ciência. Seus esforços foram reconhecidos como um Nobel * Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1998 pela descoberta da gama de óxido nítrico de benefícios para o corpo humano. Sua obra, desde então, levou a pesquisa adicional por cientistas de todo o mundo. Ele trabalhou com a Herbalife para desenvolver Niteworks®, um suplemento dietético projetado para suportar a produção própria do corpo de óxido nítrico
Ignarro publicou numerosos artigos sobre suas pesquisas. Ele recebeu o Prêmio Básica da American Heart Association Research em 1998, por suas excelentes contribuições para o avanço da ciência cardiovascular. Nesse mesmo ano, ele foi empossado na Academia Nacional de Ciências e, no ano seguinte, para a Academia Americana de Artes e Ciências Cinematográficas.
Ignarro é o fundador do Óxido Nítrico Society, e fundador e editor-chefe do " Biologia de óxido nítrico e Química. " Ele é bacharel em farmacologia da Universidade Columbia, de 1962, e um Ph.D. em farmacologia da Universidade de Minnesota, 1966 Ele também recebeu uma bolsa de pós-doutorado em farmacologia química dos Institutos Nacionais de Saúde em 1968.
* A Fundação Nobel não tem nenhuma afiliação com a Herbalife e não revê, aprova ou endossa os produtos Herbalife.
O Conselho Nutricional Herbalife é composta dos maiores especialistas de todo o mundo nas áreas de nutrição e saúde, cujo papel é educar e treinar Independente Herbalife membros e, na China, representantes de vendas, sobre os princípios de uma boa alimentação, ficando física regular atividade, e levar uma vida saudável.

"Estamos focados em criar produtos de alta qualidade e tecnologia".
Dr. Louigi Gratton, Vice-Presidente de Educação.

https://www.visiteherbalife.com.br/shakeherbalife/pt-BR

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Biscoitos Recheados Viciam

"Nossa pesquisa sustenta a teoria de que alimentos com alto teor de açúcar e gordura estimulam o cérebro da mesma forma que as drogas fazem,” afirma o neurocientista Joseph A. Schroeder, PhD (Connecticut College) . "Isso pode explicar por que algumas pessoas não conseguem resistir a esses alimentos, apesar do fato de saberem que são ruins para elas.”... "Mesmo que o uso de drogas como cocaína e heroína estejam associais a riscos significativos para a nossa saúde, alimentos com alto teor de açúcar e gordura podem ser mais perigosos por causa de sua acessibilidade e disponibilidade", concluem os pesquisadores. 
Comentário: Mais uma pesquisa evidenciando que o consumo regular de biscoitos recheados, assim como refrigerantes, bolos e salgadinhos, além dos malefícios para saúde, provocam dependência semelhante ao vício em drogas. 

"Estamos focados em criar produtos de alta qualidade e tecnologia".
Dr. Louigi Gratton, Vice-Presidente de Educação.

https://www.visiteherbalife.com.br/shakeherbalife/pt-BR

Forbes (Reasearch shows cocaine and heroin are less addictive than oreos): http://onforb.es/1f5xp3n
‪#‎Alimentosqueviciam‬ ‪#‎Conhecimento‬
‪#‎Saúde‬ ‪#‎Nutriçãointeligente‬ ‪#‎MudançadeHábitos‬


Abaixo o artigo traduzido de http://www.forbes.com/sites/jacobsullum/2014/09/24/as-heroin-use-and-teenage-pot-smoking-fall-alarm-about-them-rises/

A pesquisa mostra Oreos são tão viciante quanto drogas ", diz a manchete acima de um recente comunicado de imprensa Connecticut College. "... Em Lab Rats", acrescenta, e eu vou chegar a essa parte depois. Mas, primeiro, nota que as conclusões do estudo poderia muito sinceramente ser resumido da seguinte forma: "As drogas não são mais viciante do que Oreos." As drogas específicas, incluídas no estudo foram a cocaína ea morfina, que é o que a heroína torna-se imediatamente após a injeção. Assim, o título também poderia ter sido: "Pesquisas mostram que a heroína ea cocaína não são mais viciante do que Oreos." Colocá-lo dessa forma teria levantado algumas questões interessantes sobre o poder supostamente irresistível dessas drogas, que supostamente justifica o uso da força para impedir as pessoas de consumi-los. Mas os pesquisadores não estão interessados ​​em pôr em causa a base empírica para a Guerra às Drogas; em vez disso, estamos tentando construir uma base empírica para a guerra à gordura:

"Nossa pesquisa sustenta a teoria de que o alto teor de gordura alimentos / high-açúcar estimular o cérebro da mesma forma que as drogas fazem," [neurocientista Joseph] Schroeder disse. "Isso pode explicar por que algumas pessoas não conseguem resistir a esses alimentos, apesar do fato de que eles sabem que são ruins para eles." ...

"Meus interesses de pesquisa surgiu a partir de uma curiosidade para estudar o comportamento humano e as nossas motivações quando se trata de comida", disse [neurociência principal] Jamie Honohan. "Escolhemos Oreos não só porque eles são bolinho favorito da América, e altamente palatável para ratos, mas também porque os produtos que contêm grandes quantidades de gordura e açúcar são muito comercializados em comunidades com condições socioeconômicas mais baixas." ...

"Mesmo que nós associamos riscos significativos para a saúde em tomar drogas como cocaína e morfina, alimentos com alto teor de gordura / high-açúcar pode apresentar ainda mais de um perigo por causa de sua acessibilidade e disponibilidade", disse ela.

De acordo com Schroeder, "algumas pessoas não conseguem resistir a esses alimentos." Seria mais correto dizer que algumas pessoas não resistem a esses alimentos, talvez porque eles não têm exatamente os mesmos valores, gostos e preferências como Schroeder e Honohan. Em vez de considerar essa possibilidade, Schroeder simplesmente assume que as pessoas que comem coisas "que eles sabem ... são ruins para eles" não podem ajudar a si mesmos. Sua explicação para essa premissa não comprovada é que "alimentos de alto teor de gordura / high-açúcar estimular o cérebro da mesma forma que as drogas fazem." Mas se os efeitos neurológicos do Oreos torná-los impossíveis de resistir, como é que a maioria das pessoas conseguem resisti-los, consumi-los com moderação ou não em todos?

E quem são os "algumas pessoas" que não conseguem essa façanha? Os comentários de Honohan lançar luz sobre essa questão. Ela está preocupada com as pessoas "com condições socioeconômicas mais baixas." Eles são os únicos que devem se comportar como os ratos do estudo, razão pela qual pode ser necessário para que o governo faça os alimentos que eles gostam menos acessível e menos acessível, presumivelmente através da regulação e tributação. Schroeder e Honohan abster-se de recomendar essas políticas dentro dos limites do comunicado de imprensa, mas não é difícil ver onde eles estão indo com isso.

Então o que exatamente os ratos fazem? Eles favorecido o lado de um labirinto em que foram dadas Oreos na mesma medida em que eles favorecido que o lado do labirinto quando receberam uma injecção de cocaína ou morfina lá. Além disso, quando os pesquisadores "imunohistoquímica utilizada para medir a expressão de uma proteína chamada c-Fos, um marcador de ativação neuronal, no núcleo accumbens, ou do cérebro" centro de prazer "," eles descobriram que "os Oreos ativado significativamente mais neurônios do que a cocaína ou morfina. "Dado o último achado, talvez devamos creditar departamento de publicidade da faculdade de Connecticut com moderação para não anunciando que Oreos são de fato mais viciante do que a cocaína ou a heroína. Ou, dito de outra forma: A cocaína ea heroína são menos viciante do que Oreos. O que faz você se perguntar por que as pessoas vão para a prisão por vender as drogas, mas não para vender os cookies, especialmente desde Oreos e alimentos similares "podem apresentar ainda mais de um perigo."

A idéia de que as pessoas podem tomar ou deixar a cocaína ou a heroína, da mesma forma que eles possam pegar ou largar Oreos parece inconsistente com a pesquisa que supostamente mostra como poderosamente reforçando essas substâncias são. Estudos publicados entre 1969 e 1985, por exemplo, descobriu que ratos e macacos rhesus "preferem cocaína para alimentos" e "se auto-administrar cocaína até a morte ou quase morte", como Stanton Peele e Richard DeGrandpre nota em uma Research 1998 Addiction artigo. Mas os animais nestes estudos foram isolados de outros animais, privados de estímulos interessantes, e impedido de se envolver em comportamento normal, enquanto amarrado a cateteres fornecendo "um fluxo ilimitado, direto de altas concentrações de cocaína em todas as vezes em pouco ou nenhum custo" (em termos de esforço). Pesquisa realizada em ambientes mais naturalistas acha que os macacos e ratos são muito mais propensos a consumir cocaína e morfina com moderação.

A tendência dos animais de laboratório para consumir drogas em excesso quando estão entediados e solitário tem paralelos muito claras no comportamento humano. Mas ao contrário de ratos e macacos, os seres humanos são capazes de razão e previsão (mesmo que nem sempre exercer essas faculdades), bem como as emoções como culpa e arrependimento. Eles também têm um considerável controle sobre seus próprios ambientes. Se o poder de reforço das drogas não é o único fator para o vício entre ratos e macacos, certamente não é uma explicação completa do porque algumas pessoas ficam viciados nessas substâncias, embora a maioria não.


Da mesma forma com Oreos. Seria fácil para zombar de Schroeder e Honohan descoberta de que os cookies são viciantes, especialmente desde que eles começaram sabendo que Oreos são "altamente palatável para ratos" e concluiu, com base na experiência labirinto e análise bioquímica, que Oreos são altamente palatável para ratos . Mas o estudo, inadvertidamente, destaca uma importante verdade: Tudo o que proporciona prazer (ou alivia o stress) pode ser o foco de um vício, a força de que não depende do poder inerente ao estímulo, mas sobre a relação do indivíduo com ele, que por sua vez depende de vários fatores, incluindo sua personalidade, circunstâncias, valores, gostos e preferências. Como Peele e outros críticos do reducionismo neurológico têm apontado por muitos anos, a realidade do vício não está em padrões de atividade cerebral, mas na experiência vivida do viciado. Localizando vício no efeito unmediated que certos estímulos têm em "centro de prazer do cérebro" corta o viciado fora de cogitação. Seus desejos e escolhas, não importa, porque ele está sob o controle dos impulsos irresistíveis causados ​​pela exposição a estímulos poderosos demais para ele lidar com a sua própria. E é aí que a justificação moral falaciosa de intervenção forçada, seja destinado a abuso de drogas ou obesidade, vem: Ele não pode ajudar a si mesmo, por isso temos de ajudá-lo, se ele gosta ou não.


Google Tradutor para empresas:Google Toolkit de tradução para apps

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

ESTUDO - Obesidade saudável não existe

Obesidade saudável é mito


Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, e publicado pela Annals of Internal Medicine afirma que obesidade saudável é um mito. De acordo com os especialistas, as pessoas com excesso de peso possuem mais chances de sofrer ataques cardíacos ou AVCs em longo prazo com relação a pessoas dentro do limite de peso ideal.

Você pode até ter ouvido falar que pessoas com excesso de peso podem ser saudáveis se não apresentarem problemas como colesterol alto, diabetes ou pressão alta. O que esses pesquisadores descobriram é que, mesmo sem apresentarem esses distúrbios, os indivíduos estudados com obesidade ou com sobrepeso tinham 24% mais chance de ter um ataque cardíaco e AVC em comparação com pessoas com peso ideal e que também não apresentavam distúrbios metabólicos.

Vale ressaltar que obesidade tem a ver com o tanto de gordura que um indivíduo tem acumulada no corpo. As chances de o indivíduo sofrer problemas cardíacos eram maiores em pessoas que apresentaram algum problema metabólico, independente do peso.

"Essa informação sugere que o aumento do peso corporal não é uma condição benigna, mesmo com a ausência de problemas metabólicos, e é um argumento contra o conceito de obesidade saudável", afirmou um dos autores do estudo Ravi Retnakaran, professor associado da Universidade de Toronto.

Ainda de acordo com os pesquisadores, ganhar peso em longo prazo pode acarretar no aumento de gordura no fígado, o que levaria o indivíduo a desenvolver problemas como diabetes ou disfunção hepática.

A pesquisa analisou 61.386 voluntários pelo período de dez anos e considerou dados com relação ao risco de vida, ataque cardíaco e AVC entre os indivíduos estudados.

Documentario Muito Alem do Peso

MUITO ALÉM DO PESO (Way Beyond Weight) 84', cor, censura livre.

Obesidade, a maior epidemia infantil da história. "Um filme obrigatório para qualquer pessoa que se importe com a saúde das nossas crianças"




Jamie Oliver Pela primeira vez na história da raça humana, crianças apresentam sintomas de doenças de adultos. Problemas de coração, respiração, depressão e diabetes tipo 2. Todos têm em sua base a obesidade.
O documentário discute por que 33% das crianças brasileiras pesam mais do que deviam. As respostas envolvem a indústria, o governo, os pais, as escolas e a publicidade. Com histórias reais e alarmantes, o filme promove uma discussão sobre a obesidade infantil no Brasil e no mundo.

CRÉDITOS: (CREDITS) Jamie Oliver, Amit Goswami, Frei Betto, Ann Cooper, William Dietz, Walmir Coutinho, entre outros. Direção: Estela Renner Produção Executiva: Marcos Nisti Direção de Produção: Juliana Borges Fotografia: Renata Ursaia Montagem: Jordana Berg Projeto Gráfico: Birdo Trilha Sonora: Luiz Macedo Produção: Maria Farinha Filmes Patrocínio: Instituto Alana

Loja On-line do Consultor:
https://www.visiteherbalife.com.br/shakeherbalife/pt-BR



Documentario O Veneno está na mesa II


Após impactar o Brasil mostrando as perversas consequências do uso de agrotóxicos em O Veneno está na Mesa, o diretor Sílvio Tendler apresenta no segundo filme uma nova perspectiva. O Veneno Está Na Mesa 2 atualiza e avança na abordagem do modelo agrícola nacional atual e de suas consequências para a saúde pública. 
O filme apresenta experiências agroecológicas empreendidas em todo o Brasil, mostrando a existência de alternativas viáveis de produção de alimentos saudáveis, que respeitam a natureza, os trabalhadores rurais e os consumidores. 
Com este documentário, vem a certeza de que o país precisar tomar um posicionamento diante do dilema que se apresenta: Em qual mundo queremos viver? O mundo envenenado do agronegócio ou da liberdade e da diversidade agroecológica? 
==== 
After the impact of the first film, 'The Poison Is On The Table II' updates and goes deeper on the evil consequences for public health, caused by the use of chemicals in agriculture. This second feature focuses on the possible alternatives, respecting the environment, the country worker, and the consumer. With this documentary, comes a big question on which we must think: In which world do we want to live in? The poisoned world of the 'aggro-business' or the world of freedom and agricultural diversity? 
==== 
Realização: Caliban Cinema e Conteúdo Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida Fiocruz Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio Bem Te Vi Cineclube Crisantempo


Documentario O Veneno está na mesa I

Segue o link do filme "O veneno esta na mesa" do cineasta Silvio Tendler.

Documentário denuncia a problemática causada pelos agrotóxicos, e faz parte de um
conjunto de materiais elaborados pela Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida.



Loja On-line do Consultor:
https://www.visiteherbalife.com.br/shakeherbalife/pt-BR