terça-feira, 30 de setembro de 2014

5 comidas que parecem saudaveis mas nao sao

Na era da saúde, pega bem dizer que você não toma refrigerante, come barras de cereais todo dia e chocolate, só diet. Se você é desses, seu mundo está prestes a cair. É que tem muitos alimentos que são bem menos saudáveis do que imagina a nossa vã filosofia. Confira cinco exemplos na lista a seguir:
5. Misturas prontas para sopas
Mistura pronta para sopa não é saudável
Por que parece saudável?
Uma sopinha quente parece ser a melhor comida do mundo quando ficamos meio adoentados. Cozinhar legumes e ferver a água demora muito? Talvez as misturas prontas – as famosas sopas de ‘pozinho’ – resolvam o problema.
Por que não é?
Apesar da praticidade, as misturas de sopa têm gorduras e conservantes de sobra. E sódio. Muito sódio. Em alguns casos, uma única porção pode ultrapassar a quantidade diária recomendada do mineral. Como você pode imaginar, isso não é bom.
“A longo prazo, esse produtos podem causar problemas do coração, hipertensão e diversos tipos de câncer”, diz Lenycia Neri, diretora da Nutri4Life Consultoria em Nutrição. Não é de se admirar que órgãos como o Ministério de Saúde e a OMS tenham feito campanha contra as sopas de pozinho.
4. Ketchup
Ketchup não é saudável
Por que parece saudável?Há quem acredite que, por ser feito a partir de tomates, o ketchup não faça tanto mal assim. Afinal, tomate é um vegetal, né? Absurdo? Em 1981, a Secretaria de Agricultura dos EUA não achava. O órgão propôs que as escolas públicas americanas cortassem gastos com vegetais de verdade e os substituíssem pelo ketchup, bem mais barato. Uma polêmica parecida aconteceu em 2011, mas dessa vez o protagonista era a massa de tomate das pizzas. Sim, queriam convencer o mundo de que a massa de tomate das pizzas era um vegetal.
E por que não é?Sim, o ketchup vem do tomate – e herdou da fruta algumas coisas boas, como o licopeno, um poderoso antioxidante. Mas, por outro lado, as receitas exageram no nível de açúcar e sal para padronizar o sabor e estender o tempo de validade do produto. E você já sabe: açúcar e sal, em excesso, não fazem bem.
3. Chocolate Diet
Chocolate diet não é saudável
Por que parece saudável?
Basicamente, a lógica é que se o chocolate é diet, ele tem menos açúcar e, portanto, menos calorias. Saudável demais! Só que não.
E por que não é?
Os alimentos diet são aqueles em que há retirada de algum ingrediente da formulação, sendo o mais comum o açúcar. Mas isso não quer dizer que eles são necessariamente mais saudáveis. Com a retirada de um dos ingredientes, outro pode aparecer em maior quantidade para que o alimento não perca o sabor. No chocolate diet, retira-se o açúcar, mas a quantidade de gordura é maior que no chocolate tradicional. No fim das contas, neste caso o diet acaba tendo um valor calórico maior que o do tradicional. Vantagem zero (exceto se você não puder consumir açúcar, é claro).
Com os alimentos light, a coisa não é muito diferente. Normalmente, os alimentos light têm 25% menos gordura, sal ou açúcar que os comuns. O problema é que, segundo a nutricionista Camila Barreto, “a redução é em relação ao alimento tradicional”. Ou seja, mesmo reduzidas, essas quantidades podem ser maiores do que o que é recomendado.
2. Sucos de frutas
Suco de frutas nem sempre é saudável
Por que parece saudável?
Você sabe desde pequeno que frutas são saudáveis. Mas sucos são muito mais fáceis de carregar e não estragam se você esquecer a caixinha fechada na despensa por semanas. Afinal, é tudo a mesma coisa.
Por que não é?
O problema está na quantidade de açúcar na receita. Não faz diferença se for néctar, suco de caixinha ou suco em pó – todos podem ser ricos em açúcar, ter muitos conservantes e corantes e não ter todas as vitaminas encontradas na fruta. Aliás, até os sucos ditos ‘naturais’, ‘com 100% de fruta’ estão na lista negra. Um “suco natural” industrializado, por exemplo, pode ter até duas colheres de açúcar para cada 200 mililitros. Nosso corpo não é adaptado para suportar doses cavalares como essa o tempo todo. A produção de insulina, por exemplo, pode sobrecarregar e dar pau – e sem esse hormônio, que gerencia o processamento de acúcar no organismo, você se torna diabético. Ou seja, está na hora de voltar a frequentar o sacolão.
1. Barras de cereais
Barra de cereal nem sempre é saudável
Por que parece saudável?Tem pedaços de frutas, vitaminas, proteínas e muitos sabores para escolher. E as fibras fazem bem para o funcionamento do intestino.
Por que não é?
Existem barras de cereais saudáveis. Mas nem todas são. Os vilões você já conhece: o açúcar em excesso e a gordura saturada. Fica ainda pior quando você percebe que nem todas as barras têm fibras.
Da próxima vez, preste atenção nas informações nutricionais e na lista de ingredientes que estão na embalagem. Prefira sempre as barras com maior teor de fibras, menos gordura e mais frutas e grãos integrais. Além disso, outra dica é variar, comendo outros alimentos como lanches entre as refeições.

Consultoria:
 Lenycia Neri, nutricionista graduada pela USP e diretora da Nutri4Life Consultoria em Nutrição; Camila Capellette Barreto, aprimoranda de Nutrição Clínica – FSP/USP; Andrea Catalani, aprimoranda de Nutrição Clínica – FSP/USP. 

fonte: publicado em http://super.abril.com.br

Loja do Distribuidor https://www.visiteherbalife.com.br/shakeherbalife/pt-BR

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Receitas para o Shake

Algumas sugestões para variar o seu shake e tornar ainda mais gostosa sua dieta!

Além de garantir uma boa dose de proteína, o shake evita que você se perca na escolha dos alimentos, no tamanho das porções e na quantidade das calorias. O Shake Herbalife é indicado também para dieta de redução de peso contêm vitaminas e minerais, deixando as refeições mais completas e saudáveis. Outra vantagem é que pode ser transportados na bolsa e preparados no trabalho, na lanchonete da academia ou da faculdade. Nas receitas, também é usado o pó de proteína de soja — importante para você atingir a porção de proteína vegetal ideal. Varie as frutas à vontade para sempre saborear um novo sabor!

shake de chocolate e morango
• 2 col. (sopa) de pó para shake Herbalife sabor baunilha
• 1 col. (sopa) de pó de proteína Herbalife de soja
• 1 col. (sobremesa) de cacau em pó (ou achocolatado diet)
• 1 copo (250 ml) de leite de soja (sem sabor, tipo original)
• 1 xíc. (chá) de morango (fresco ou congelado)
• 2 cubos de gelo
modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador até moer totalmente o gelo.
shake torta de maçã
• 2 col. (sopa) de pó para shake Herbalife  sabor baunilha
• 1 col. (sopa) de pó de proteína Herbalife  de soja
• 1 copo (250 ml) de leite desnatado (ou de soja, tipo original)
• 1 polpa congelada de maçã
• 1 pitada de canela em pó
• 1 pitada de noz-moscada ralada
• 2 cubos de gelo
modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador até moer totalmente o gelo.
shake de pêssego
• 2 col. (sopa) de pó para shake Herbalife  sabor baunilha
• 1 col. (sopa) de pó de proteína Herbalife  de soja sem sabor
• 1 copo (250 ml) de leite desnatado (ou de soja, tipo original)
• 1 xíc. (chá) de pêssego em calda diet picado
• 2 cubos de gelo
modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador até moer totalmente o gelo.
shake de frutas vermelhas
• 2 col. (sopa) de pó para shake Herbalife  sabor baunilha
• 1 col. (sopa) de pó de proteína Herbalife  de soja
• 1 copo (250 ml) de leite desnatado
• 1 xíc. (chá) de frutas vermelhas congeladas (amora e framboesa)
• Gotas de essência de baunilha
• 2 cubos de gelo
modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador até moer totalmente o gelo.
shake de café
• 2 col. (sopa) de pó para shake Herbalife  sabor baunilha (ou chocolate)
• 1 col. (sopa) de pó de proteína Herbalife  de soja
• 1 copo (250 ml) de leite desnatado
• 1 col. (chá) de achocolatado em pó diet
• 2 col. (chá) de pó de café instantâneo
• 1/2 banana média
• 2 cubos de gelo
modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador até moer totalmente o gelo.
shake de damasco
• 2 col. (sopa) de pó para shake Herbalife  sabor baunilha
• 1 col. (sopa) de pó de proteína Herbalife  de soja sem sabor
• 1 copo (250 ml) de leite desnatado (ou de soja light)
• 3 damascos secos
• Gotas de essência de amêndoa
modo de fazer
Bata todos os ingredientes no liquidificador até moer totalmente o gelo.

Loja On-line em https://www.visiteherbalife.com.br/shakeherbalife/pt-BR

Importância das proteínas

A palavra proteína origina-se da ideia de que as proteínas são essenciais para a vida e seu principal nutriente. As vitaminas – vita que significa vida e amina que significa proteína – ganharam seu nome através do conceito errôneo de que os aminoácidos, os tijolos de construção da proteína, eram os componentes essenciais para a manutenção da vida. Os aminoácidos essenciais são aqueles que não podem ser sintetizados a partir de outros aminoácidos por isso devem ser consumidos na dieta alimentar. A maneira usual pela qual os aminoácidos não essenciais são formados é através do metabolismo de outros aminoácidos. Todos eles têm uma estrutura básica de um nitrogênio alfa-amino e ácido carboxílico. As proteínas são encontradas nos animais e nas plantas, mas a mistura dos aminoácidos – os tijolos de construção da proteína – é obtida a partir de diferentes fontes. Como resultado disso, há 21 aminoácidos comuns, sendo 12 não essenciais e nove essenciais.
É fundamental para a vida manter uma correta quantidade de proteína nos músculos e órgãos e é o objetivo principal do ajuste à fome. De fato, a perda de mais de 50% da proteína corpórea é incompatível com a vida. A proteína é estocada nos órgãos e não há nenhum compartimento transitório.
A Importância da Proteína
Há evidências de que, aumentando de forma modesta a proporção de proteína na dieta e, ao mesmo tempo, controlando a ingestão total de calorias, é possível:
  • Melhorar a composição corporal;
  • Facilitar a perda de gordura;
  • Melhorar a manutenção do peso corporal depois da perda de peso.
Retenção da Gordura
A humanidade está muito bem adaptada à desnutrição e à fome e essa adaptação reflete-se tanto na maneira como o corpo armazena energia e como ele utiliza esse armazenamento quando o alimento ingerido é reduzido ou completamente eliminado:
No homem médio de 70 kg, a maior reserva de calorias está na forma de gordura no tecido adiposo com aproximadamente 135.000 calorias* armazenadas em 13,5 kg de tecido adiposo.
*Uma caloria alimentar equivale a 1.000 calorias ou um kcal, mas para simplificar simplesmente serão conhecidas como calorias. Você também pode ver as calorias da dieta grafadas como “calorias”.
Nos indivíduos obesos, esse compartimento de reserva pode ser largamente expandido com a alimentação excessiva no longo prazo.
Existem aproximadamente 54.000 calorias armazenadas como proteína tanto em músculos como em órgãos, tais como o coração e o fígado. Apenas metade dessas calorias pode ser transformada em energia já que o esgotamento abaixo de 50% do total de proteína armazenada é incompatível com a vida.
Além de ser fonte de energia, a proteína tem um papel funcional em diversos órgãos, aí incluídos, o fígado; e a sua diminuição está associada com a diminuição da imunidade à infecção.
Na verdade, a causa de morte mais comum durante uma epidemia de fome é pura e simplesmente uma pneumonia bacteriana. Conservar a proteína é uma adaptação intimamente ligada à sobrevivência durante uma epidemia aguda de fome.
Shakes – Substitutos de Refeição e Manutenção do Peso
Estudos demonstram que os Shakes que substituem refeições são uma forma viável de manutenção do peso, como é reconhecido pela European Food Safety Authority e que o aumento da proteína para cerca de 30% da taxa metabólica de repouso, como estimado por bioimpedância, leva a uma maior perda de gordura com a retenção de massa corpórea magra.

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Sete dias da Dieta de Los Angeles

fonte: http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,6993,EPT896285-1666,00.html

Solicite mais informações no formulário ao lado.

Seu formato de corpo é maçã, pêra ou misto ?

14 dias, e lá se vão alguns “kilos” . 
Aqui, sete dias da Dieta de Los Angeles. Combine as refeições a seu gosto durante duas semanas. Onde houver duas indicações, procure o símbolo que corresponde ao seu tipo de corpo. As calorias variam entre 1000 e 1200
1º dia 
café da manhã
Shake de café*
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
lanche
1 iogurte de fruta diet + 1 col. (sopa) de aveia
almoço
Peito de frango grelhado
filé de 100 g
filé de 120 g
Salada de folhas, palmito e tomatecereja com molho light (ou limão, sal e pimenta) / 1 kiwi
lanche
1 taça de gelatina diet
jantar
Shake de pêssego*
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
2º dia 
café da manhã
Shake de frutas vermelhas*
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
lanche
1 barra de proteína (35 g)
almoço
Salmão grelhado com ervas finas
filé de 120 g
filé de 140 g
1 prato (sobremesa) de berinjela refogada com cebola, tomate, cenoura e pimentão / 2 col. (sopa) de arroz integral / 1 tangerina
lanche
2 torradas integrais com 2 col. (sopa) de queijo cottage temperado com ervas
1 xíc. (chá) de chá verde
jantar
Shake de chocolate e morango*
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
3º dia 
café da manhã
Shake de café
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
lanche
1 iogurte de fruta diet
almoço
Omelete de claras com salsa, brócolis, espinafre, salsão e tomate
usar 7 claras
usar 9 claras
1 torrada integral / 1 fatia de melancia
lanche
1 taça de salada de frutas
jantar
Shake de damasco
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
4º dia 
café da manhã
Shake de frutas vermelhas
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
lanche
1 xíc. (chá) de chá verde
2 biscoitos salgados integrais
1 queijo cremoso (tipo Polenguinho Light)
almoço
Peito de peru
4 fatias
6 fatias
Salada de alface e repolho com um fio de azeite, mostarda e vinagre
2 xíc. (chá) de espinafre refogado com milho / 1 fatia de melão
lanche
1 barra de proteína (35 g)
jantar
Shake torta de maçã*
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
5º dia 
café da manhã
Shake de damasco*
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
lanche
1 xíc. (café) de café com adoçante
1 pacotinho (50 g) de soja tostada e temperada com ervas
almoço
Hambúrguer de soja grelhado com molho de tomate
hambúrguer com 100 g
hambúrguer com 120 g
1 prato (sobremesa) de tabule / 3 fatias de berinjela e 3 fatias de abobrinha grelhadas /1 taça de gelatina diet
lanche
1 maçã cozida com noz-moscada e cravo-da-índia
jantar
Shake de chocolate e morango
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
6º dia 
café da manhã
Shake de café
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
lanche
1 barra de proteína (35 g)
almoço
Sanduíche de pão síro integral, atum, azeitona preta, 2 fatias de ricota fresca, 1 xíc. (chá) de rúcula, 2 rodelas de tomate
usar 100 g de atum light
usar 120 g de atum light
1/2 manga
lanche
1 copo (250 ml) de suco de uva light
2 torradas integrais com geléia diet
jantar
Shake de pêssego
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
7º dia 
café da manhã
Shake de frutas vermelhas
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja
lanche
1 copo (250 ml) de água-de-coco
almoço
Sobrecoxa assada (sem pele)
1 sobrecoxa grande
2 sobrecoxas médias
Salada de verdura a vontade / 1 xíc. (chá) de abobrinha refogada / 2 col. (sopa) de arroz integral / 1 taça de pudim diet
lanche
Iogurte de soja light com frutas e cereais
jantar
Shake torta de maçã
1 copo (300 ml)
1 copo (300 ml) com 1 col. (sopa) a mais de proteína de soja